sábado, 6 de novembro de 2010

Educação e Vida

video
http://www.youtube.com/watch?v=mNlgV5i7um4
O vídeo lindíssimo acima, é uma produção adaptada pelo prof. Sérgio Motta a partir de texto fabuloso da prof. Dra. Marianina Impagliazzo, e foi uma preciosa indicação (entre tantos vídeos e clipes) da coleg'amiga Semiramis Alencar, educadora carioca, mas vivendo em Itamonte - Minas Gerais, Brasil, editora do blog Educando o Amanhã.
A força das imagens de crianças, jovens e idosos junto a animais (fotos de Gregory Colbert), possuem perfeita sintonia e sincronia com a música Dias Melhores, da banda Jota Quest e com o poderoso texto da prof. Marianina Impagliazzo, que trouxe-me ecos de Paulo Freire em sua Pedagogia da Autonomia.
Algumas frases gostaria de destacar, pois são por demais emblemáticas e necessárias, para serem repetidas todos os dias em casa, no trabalho e no viver em sociedade:
"Somos o espaço que habitamos e o tempo que vivemos" - de fato, é preciso saber lidar com o espaço educacional, que não se restringe apenas à sala de aula e a escola, que perpassa a casa do aluno e a sociedade, cada qual com seu papel social na "Pedagogia do Exemplo" diário de cada um, principalmente de pais e professores; e saber também lidar com o tempo de aprendizagem de cada um, pois o educador, enquanto educando também tem seu tempo próprio, assim como seus alunos.
"(...) traga o velho para se unir ao novo e se torne uno" , lembra-me Freire, quando disse que ninguém ensina ninguém, mas todos aprendem em comunhão. Maravilha de princípio de vida e de trabalho que deveria ser praticado sempre por pais e filhos, professores e alunos. e por gestores públicos e escolares.
"(...) sem medo de se unir ao desconhecido" , neste ponto, creio que o jovem está um pouco à frente de seu tempo, pois não teme às TICs, que grande parte dos educadores ainda tem receio de se integrar e se incluir neste processo irreversível. Mas cabe oa professor mediar esse tempo de aprendizagem e dar significação ao maquinário no ambiente escolar, para isso precisa, como digo, apropriar-se da liguagem do aluno. Evidentemente que não é uma cobrança do professorado, mas uma constatação de que é preciso flexibilizar o currículo escolar ou o tempo escolar dos educadores para que o corpo docente de uma escola se aproprie das experiências existosas de colegas da rede (seja a rede pública de ensino, seja a rede mundial de computadores). Nem sempre cair na rede é peixe, mas cair na rede mundial de computadores, a web, e lá estabelecer parceria com outros educadores é um dos novos caminhos para a educação e a vida em comunidade, atravessando muito além das fronteiras políticas. Ultrapassar as fronteiras digitais é estabelecer essa viagem ao mundo novo do conhecimento disponível a um simples clicar, teclar...
"O grupo supera o indivíduo e amplia a aprendizagem" , com certeza, uma das mais verdadeiras lições de vida, presente na história da Humanidade, desde sempre. Grandes líderes superaram seus desafios com a união do grupo a que pertenciam e souberam com sabedoria liderar, a partir da vontade de todos e não apenas de sua opinião particular. Somos gigantes quando unidos a outros que têm ideias diversas mas os mesmos ideais.
"Tenha a solidariedade e a responsabilidade com o crescimento do outro" , um conselho que deveria ser ouvido e seguido por pais, professores e alunos, pois cada um tem um papel social com o outro, que pode ser os seus pais, seus professores, seus amigos e colegas de escola, seja colega professor, seja colega aluno... Freire já dizia que "educar é ter a consciência do inacabamento" , e por mais que sejamos algo, estamos sempre aprendendo algo novo sobre o que achamos saber... A aprendizagem e o ensino são continuados e pra sempre, durante toda a existência.

Por fim, uma frase que deveria estar estampada em cada uniforme escolar, em cada camiseta de professor e aluno, pai e filho: 
"Ninguém constroi caminhos para estar isolado". Vivemos em sociedade e precisamos ser (verbo) um ser (gênero e espécie) humano mais afetivo, cordial, solidário e responsável pelos seus atos que implicam desdobramentos na vida do outro. O outro poderá ser nós mesmos para alguém mais, mais adiante, e assim por diante... Redundâncias? Sim... Redundâncias e repetições, pois são através dessas que estabelecemos parcerias e aprendemos algo novo...

Marvilha de texto, de música, de fotografias e de mensagem.
Parabéns e obrigado, querid'amiga Semiramis, pelo teu blog, trabalho e indicações aos teus leitores e a este teu coleg'amigo, aqui do extremo sul do Rio Grande do Sul e do Brasil.

Vejam mais alguns incríveis vídeos (link abaixo), que embora não estejam no horário nobre das televisões - recheadas de pegadinhas e videocassetadas e outras coisas mais -, mas que são nobres e merecem ser divulgadas à sociedade:
Fonte:

Educação e vida - alguns vídeos sobre educação e cotidiano, no blog Educando o Amanhã

http://educandooamanha.blogspot.com/2009/12/educacao-e-vida-alguns-videos-sobre.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário